Assis Almeida participa de Colégio de Presidentes e Tesoureiros de Subseções da OAB em Patos


O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Brasil (CAA-PB), Assis Almeida, participou, nesta sexta-feira (08), do VII Colégio de Presidentes de Subseções da OAB na cidades de Patos, Sertão paraibano. O evento aconteceu na sede da Subseção da cidade, localizada na rua João de Barros, no bairro Brasília.

Paralelamente, foi realizado, no Coworking Guedes Shopping, o II Colégio de Tesoureiros de Subseções da Paraíba, que debateu temas como prestação de contas, repasse de recursos, adequações ao provimento N° 185 e diminuição da Inadimplência (Programa Vamos Parcelar). A OAB-PB é composta por 11 Subseções: Campina Grande, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Cariri (com sede em Monteiro), Patos, Pombal, Princesa Isabel, Sousa, Vale do Mamanguape e Vale do Piancó.

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, explica que durante o Colégio com os presidentes e tesoureiros da Subseções foi debatido o momento político presente, que atinge a advocacia e a sociedade, e ações de política interna da classe, além de avaliar as ações de 2019 e traçar os rumos da gestão para os anos de 2020 e 2021, ouvindo todos os representantes da classe e as necessidades de cada Subseção. "O evento tem como objetivo promover o aperfeiçoamento do modelo de gestão do sistema OAB, com troca de experiências e integração dos dirigentes da Instituição", afirmou Paulo Maia.

O presidente da Subseção da OAB de Patos, Fred Igor, disse ser uma grande honra para os advogados sertanejos receber todos os diretores da OAB para discutir ações e benefícios em prol da advocacia e de toda a sociedade do Sertão paraibano.

Assis Almeida destaca que o Colégio de Presidentes e Tesoureiros de Subseções é extremamente importante para definir estratégias, planejar ações e avaliar as atividades já realizadas. "Com essa reunião podemos avaliar quase o ano todo de 2019 e projetar as ações de 2020 para que a OAB esteja cada vez mais presente, ativa, atuante e servindo a população e a advocacia", comentou.